O propósito de Deus sempre foi as nações

Oi gente! Tudo bem com vocês? Hoje vou começar a escrever um pouco sobre missões. Vamos fazer um passeio pela Bíblia vendo o que ela fala sobre esse tema.

Você já reparou que a palavra “missões” não aparece nenhuma vez nem no novo e nem no velho testamento? Pois é, não tem mesmo. Mas Deus é um Deus missionário, e toda Bíblia fala sobre esse tema.

Hoje nos vamos andar um pouco pelo livro de Gênesis e entender o propósito global de Deus.

Talvez você concorde comigo que Deus tem uma missão e talvez você ache que a missão de Deus é redimir o homem, ou em outras palavras, se reconciliar com o homem. Mas é muito mais que isso. O verdadeiro propósito de Deus é reconciliar todas as coisas, por meio de Jesus (Colossenses 1:15-20).

Em Gênesis 1:26-28 vemos que Deus criou o homem a sua imagem e semelhança é que deu ao homem o domínio sobre todas as coisas. Quando ocorre a queda, em Gêneses 3, vemos que Deus deu 3 sentenças:

  • Verso 14: sentença da serpente – a serpente foi amaldiçoada
  • Verso 16: sentença da mulher – teria dores de parto e seria dominada pelo marido
  • Verso 18: sentença do homem- maldição sobre a Terra

Porque o homem caiu, todas as coisas caíram e sendo assim, tudo precisa ser restaurado.

Depois da queda nos começamos a observar dois atributos de Deus a “justiça” e a “misericórdia”.

Ainda no capítulo 3 de Gênesis, verso 21, vemos que Deus expulsou Adão de Eva do paraíso, um ato de justiça, mas os cobriu com pelo de um animal, um ato de misericórdia.

Você concorda que para que houvesse pelo do animal, esse animal foi morto? Pois é, desde a queda vemos que o preço do pecado sempre é pago pelo sangue.

Adão e Eva bem que tentaram dar um jeitinho se cobrindo com as folhas de figueira, podemos dizer que criaram a primeira religião, pois religião é isso, tentar cobrir nosso pecado com nossos próprios atos e não na dependência de Deus. Entretanto, isso não deu certo e Deus em um ato de misericórdia, os cobriu.

Podemos dizer que esse animal já era uma pré-figura de Cristo, que morreu pelos nossos pecado. Lá em Colossenses 3:10, Paulo nos orienta a nos vestirmos de Cristo, semelhantemente ao que Deus havia feito com Adão e Eva.

No capítulo 4 de Gênesis, lemos a história de Caim e Abel. Os versos 4 e 5 mostram que Deus havia rejeitado a Caim e sua oferta e aprovado a Abel e sua oferta. Repare que primeiro Deus olhou para o ofertante e depois para a oferta. Então, Deus havia rejeitado a Caim e por isso, Caim ficou irado. Apesar de Deus avisa-lo para tomar cuidado, pois o pecado queria o dominar, ele não escutou e acabou matando seu irmão Abel.

Quando lemos sobre essa história em 1 João 3:12, vemos que a palavra “assassinou” usada pelo apóstolo no original significava “sacrificou”. Era como se Caim estivesse afrontando a Deus: “É sacrifício que o Senhor quer, aqui está meu sacrifício, está aqui o sangue do meu irmão. “

É nesse momento que o homem se faz maldito. Caim havia matado a imagem e semelhança de Deus e nesse momento Deus amaldiçoa o homem (verso 11), um ato de justiça. Entretanto, logo depois vemos Deus exercendo um ato de misericórdia, quando colocou em Caim uma marca para que ninguém o mantassem.

No capítulo 6 de Gênesis, vemos a história da arca de Noé. A humanidade havia se corrompido e Deus decide fazer um ato de justiça, o dilúvio. Em contrapartida, Deus tem um ano de misericórdia, a arca.

No capítulo 9, verso 7, Deus dá a Noé e sua família a mesma ordem que havia dado a Adão e Eva, se multipliquem e se espalhem por toda a Terra. No capítulo 10 vemos essa obediência. Entretanto, no capítulo 11, temos a torre de babel. Repare que o propósito da torre era justamente que eles não se espalhassem, uma desobediência ao que Deus havia ordenado. Então Deus aplica um ato de justiça, divide as línguas, mas logo no capítulo 12 vemos um ato de misericórdia. Deus escolhe um daqueles homens que haviam sido espalhados, Abraão, e lhe faz uma promessa.

“Farei de você um grande povo, e o abençoarei. Tornarei famoso o seu nome, e você será uma bênção.Abençoarei os que o abençoarem, e amaldiçoarei os que o amaldiçoarem; e por meio de você todos os povos da terra serão abençoados”. Gênesis 12:2,3

Repare que Abraão, foi escolhido para que por meio dele todos os povos da terra fossem abençoados. Para isso, Deus fez uma promessa à Abraão, ao invés de dar a ela um mandamento. Se fosse por mandamento, o mérito seria do homem por cumprir aquilo que Deus mandou, mas sendo promessa o mérito é de Deus, a missão é de Deus, que permanece fiel.

Observe também que Deus não escolheu Israel, pois Israel nem existia, Deus gerou Israel com um propósito bem definido, ser sacerdote (Êxodo 19:4-6).

Sacerdote é aquele que serve de ponte entre os homens e Deus, tanto que a igreja católica chama o seu sacerdote, o papa, de pontífice. Portanto, Deus escolheu um povo para que pudesse demonstrar por meio dele, sua glória, à todas as nações.

Mas a pergunta é: ” Que povo é esse?”

A resposta está em Romanos 4:16-17 e Romanos 9:6-8. Aqui fica bem claro que a descendência de Abraão não vem pelo nascimento físico, mas pela fé e, sendo assim, todo aquele que crer é povo escolhido de Deus, nação santa, sacerdote real (1 Pedro 2:9-10).

Portanto, se você crê, você faz parte do povo escolhido de Deus para espalhar sua glória pelas nações. Você faz parte da promessa, é abençoado para abençoar. A missão é do Senhor, ele quem fez a promessa. Não é um mandamento. Nós só sabemos que dará certo, como apocalipse prevê, porque a missão é de Deus, não nossa.

“Depois disso olhei, e diante de mim estava uma grande multidão que ninguém podia contar, de todas as nações, tribos, povos e línguas, de pé, diante do trono e do Cordeiro, com vestes brancas e segurando palmas.” Apocalipse 7:9

Entretanto, ele nos dá o privilégio de participar com ele da missão: espalhar sua glória por todas as nações, para que por meio de Cristo todas as coisas sejam restauradas.

E aí? Você aceita participar dessa missão? Deixe sua resposta nos comentários… e não deixe de acompanhar os próximos posts para aprender ainda mais. Um beijão e nos vemos por aqui…

Um comentário em “O propósito de Deus sempre foi as nações

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s