Todo filho cresce

Olá pessoal! Hoje

vamos encerrar nossa série de estudos sobre discipulado. Começamos  esses estudos dizendo que Paulo tinha uma

relação de Pai e filho com Timóteo. Vamos pensar um pouco sobre esse tipo de

relacionamento.

Quando o filho ainda

é bebê, ele mantém um relacionamento de total dependência com seu pai. Todavia,

na fase adulta, esse relacionamento é mais de parceria. Filhos e pais trocam

experiências e muitas vezes o filho até ensina algumas lições ao pai.

No discipulado não é diferente, conforme o discípulo cresce, o relacionamento vira uma troca, onde um acrescenta na vida do outro. Uma das funções mais primordiais do discipulado é preparar seu discípulo para assumir o seu lugar no Reino, o que apenas filhos crescidos fazem.

Paulo preparou Timóteo para assumir a igreja de Éfeso (1 Tm 1:3) e preparou Tito para assumir a igreja em Greta.

Paulo sempre

incentivava Timóteo a servir e cumprir seu propósito (1 Tm 6:12 e 20; 2 Tm

2:15; 2 Tm 4:5). Para isso mostrava total convicção do seu próprio chamado (1

Tm 2:7), acredito que essa postura traga admiração e faça com que o discípulo

entenda que ele também tem um lugar no reino, e assim, possa buscar isso em

Deus.

Além disso, Paulo

também  incentivava Timóteo a vencer as

dificuldades mostrando seu valor: “Não deixe que ninguém o menospreze

porque você é jovem˜ (1 Tm 4:12) e 

deixava bem claro as suas responsabilidade: “Fique atento a seu

modo de viver e a seus ensinamentos. Permaneça fiel ao que é certo, e assim

salvará a si mesmo e àqueles que o ouvem” Tm 4:16

É claro que nossos

discípulos enfrentarão dificuldades, mas nosso papel é incentiva-los a se

manter no propósito apesar das dificuldades e oposição que enfrentem, deixando

sempre claro que eles tem responsabilidade sobre a vida de outras pessoas

também.

Por fim, todo

discípulo gera discípulos. Barnabé discipulou Paulo, que discipulou Timóteo,

Tito, Lucas e muitos outros. Esses, por sua vez, discipularam outros e assim

sucessivamente. Jesus não fez distinção entre os nós quando nos mandou ir e

fazer discípulos, isso é para todos. Por isso, Paulo também incentivava Timóteo

a discipular (1 Tm 6:17 e 2 Tm 2:1-3) e nós devemos incentivar nossos

discípulos a discipular também, afinal de contas, toda árvore saudável gera

fruto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s