Um propósito, vários dons

Olá pessoal, hoje vamos estudar sobre os dons que são apresentados na Bíblia, pois, foi com esses dons que Deus nos equipou para o cumprimento do nosso propósito.  Cada um de nós tem uma “forma” especial para um lugar especialmente preparado.

“Em vez de tentar tomar outra forma para ser como outra pessoa, você deve celebrar a forma que Deus lhe deu.” Rick Warren

A palavra dom significa “presente oferecido por alguém”, dádiva.

Na Bíblia podemos identificar 3 grupos de dons:

Os Dons Espirituais são dados pelo Espírito Santo: profecia, variedade de línguas, interpretação de línguas, milagres, cura, fé, discernimento de espíritos, palavra de conhecimento, palavra de sabedoria.

Os Dons Ministeriais são dados pelo Filho, Jesus Cristo: apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres.

Os Dons Redentivos, são dados pelo Deus Pai: mestre, doador, líder, encorajador, misericordioso, profeta e servo.

Todos nós temos alguns dos três tipos de dons. Estudando cada um deles você pode facilmente se identificar com alguns, mas caso não consiga perceber isso com facilidade você pode buscar no Senhor que ele revelará tudo que ele tem te dado.

Agora vamos falar um pouco dos três tipos de dons de forma separada.

DONS ESPIRITUAIS

Os dons espirituais se manifestam entre os cristãos para a edificação do Corpo de Cristo, que é a Igreja, e podem se manifestar em qualquer lugar. São dados pelo Espírito Santo de acordo com a necessidade daquela comunidade. Você pode fluir em um ou mais dons e todos na comunidade da fé podem fluir nos dons (I Cor 12:7).

Os dons do Espírito são uma parceria entre Deus e o homem, com a inspiração do Espírito Santo e a cooperação do ser humano. A manifestação dos Dons Espirituais nunca são somente Deus e nunca são somente o homem, é uma interação (I Cor 13:9).  

  • Palavra de Conhecimento

Uma revelação que te mostra algo sobre o qual devemos agir. A revelação é simples e suficiente para saber o que se deve fazer mediante ao que foi revelado (orar, repreender, mudar um comportamento, etc).

Exemplo: Pedro antes de ir falar com Cornélio, teve uma visão pela qual tomou conhecimento que o evangelho poderia ser pregado aos gentios.

  • Palavra de Sabedoria

Diferentemente da sabedoria propriamente dita, que pode ser dada a qualquer um que buscá-la em Deus (Tiago 1:5), a Palavra de Sabedoria é uma Palavra de Conhecimento seguida de um conselho.

Exemplo: José do Egito não apenas interpretou o sonho, mas também aconselhou ao Faraó sobre o que fazer.

  • Discernimento de Espíritos

O Discernimento de Espíritos é o dom que nos capacita a perceber o mundo espiritual que não seria percebido pelos nossos sentidos normais. Não é relacionado somente à espíritos ruins e a processos de libertação, mas todas as vezes em que a Bíblia fala sobre a visão de anjos, por exemplo, é uma manifestação desse dom.

Exemplo: Eliseu vendo o exército celestial que iria lutar em seu favor

Observação: Os dons de palavra de conhecimento, palavra de sabedoria e discernimento de espíritos se manifestam por revelação do Espírito, que pode ser por testemunho interior (aquela certeza que vem no coração), por visão ou sonhos.

  • Dom da Fé

Diferentemente da fé normal que Deus dá a todo cristão, o Dom da Fé é melhor definido como um upgrade na fé de alguém para que essa pessoa seja capaz de receber um milagre ou cura. Quando este dom é manifestado, não é só para o bem pessoal, mas principalmente para promover a fé da comunidade ao redor de quem recebeu o milagre.

Exemplo: Sadraque, Mesaque e Abednego pela fé apagaram o poder do fogo da fornalha (Hb 11:33-34) e graças a isso o Rei Nabucodonosor reconheceu a soberania de Deus.

  • Dom de Cura

O Dom de Cura é manifesto quando ocorre um milagre específico de cura na vida de uma pessoa enferma, seja qual for a enfermidade.

Exemplo: Pedro curando o paralítico na saída do templo.

  • Dom de Operações de Milagres

Todos os milagres e realizações de sinais que não são curas físicas podem ser classificados como manifestações do Dom de Operações de Milagres.

Por exemplo: Josué parando o tempo, a travessia do mar vermelho, a multiplicação dos pães e peixes, a transformação da água em vinho, dentre outros.

  • Dom de Profecia

A Profecia é uma fala por inspiração que serve para edificar, exortar e consolar. Não é algo absoluto como a Palavra de Deus escrita o é, pois o apóstolo Paulo orientou que, quando alguém for profetizar, fale dois ou três e os outros julguem. Ele orientou a Igreja dessa forma justamente pelo fato dos dons espirituais serem uma interação entre Deus e os homens, podendo haver falhas no que depende de nós. Por isso, nunca faça nada porque alguém te profetizou pra fazer. Romanos 8:14 diz que os que são guiados pelo Espírito Santo de Deus são Filhos de Deus. Desta forma, a profecia vem mais como uma confirmação de alguma direção que já está em seu interior, pois se você é filho de Deus, a palavra garante que o próprio Espírito guiará você.

Exemplo: Paulo recebeu duas profecias sobre a perseguição que sofreria em Jerusalém, testificando algo que o próprio Espírito já estava falando ao coração d’Ele.

  • Variedade de Línguas

O dom de Variedade de Línguas tem a mesma função que o dom de profecias: edificar, exortar e consolar e age em conjunto com o Dom de Interpretação de Línguas.

  • Interpretação de Línguas

É o dom de interpretar o que foi dito em língua estranha. Esse dom só opera em conjunto com o de variedade de línguas. Pode ser operado pela mesma pessoa que fala em línguas ou por outra pessoa.

Sobre o dom de variedade de línguas e de interpretação quero fazer um observação. Muitas pessoas tem dúvidas e são até incrédulas em relação a isso, mas a verdade é que a bíblia apresenta três diferentes tipo de manifestação de línguas estranhas, nesse estudo vamos chamar essas manifestações de:

  1. Linguagem de oração: quando o espírito do homem fala diretamente com Deus e ninguém entende.
  2. Sinal aos incrédulos: quando um homem fala de Deus para outro homem e o que ouve entende
  3. Dom de variedade de línguas: o dom espiritual que age em conjunto com o dom de interpretação e tem o objetivo de edificar, exortar e consolar, ou seja o dom citado em 1 Coríntios 12.

Das três formas de atuação apenas a última é a manifestação do “dom de variedade de línguas”. Sendo assim, não vamos entrar em detalhes em relação aos outros, mas você consegue estudar melhor sobre isso no texto:  “E falaram novas línguas”.

Aqui no blog temos uma série de estudos mais detalhados sobre os dons espirituais, você pode acessar clicando aqui. Caso queira, também há alguns vídeos muito bons do Pastor Luciano Subirá que explicam esses dons, vou deixar o link aqui embaixo:

Vídeo explicando os dons 

Vídeo falando sobre como se mover nos dons 

Vídeo valando sobre vriedade de línguas

DONS MINISTERIAIS

Os Dons Ministeriais são dados por Jesus e se dividem em 5 (cinco). Eles indicam o ministério (serviço) no qual o nosso propósito de vida está incluído. Por isso, está muito ligado à nossa identidade. É muito importante que na Igreja haja os 5 ministérios e que cada cristão fique na vocação que foi chamado para que todos cheguem à unidade da fé, ao pleno conhecimento e à estatura de varão perfeito (Ef 4:11-12).

Vou exemplificar os ministérios como se formassem um grupo responsável por construir uma casa:

  • Ministério do Evangelista

O evangelista é quem vai pegar as pedras para a construção. 

Ele é aquele cristão que é apaixonado por ganhar pessoas para Cristo. Uma igreja só de evangelista consegue alcançar muitas pessoas, mas geralmente não consegue cuidar dessas pessoas.

  • Ministério do Mestre

O mestre pega as pedras todas disformes, de tamanhos diferentes, e lapida na palavra e doutrina de Deus. 

Ele é aquele que ama o ensino e a instrução. Ele pega as vidas alcançadas pelo evangelista e vai instruir na Palavra. Gosta de ensinar as escrituras com métodos e muita didática. Uma igreja só de mestre é caracterizada por palavras (ministrações) que parecem estudos bíblicos.

  • Ministério do Pastor

O pastor (aqui falando do ministério do pastor, não do título) pega as pedras e as organiza. 

Ele é aquele que cuida, sente falta do irmão que não foi ao culto, faz ligação telefônica. É o pastor quem vai pegar as vidas alcanças pelo evangelista e instruídas pelo mestre para cuidar, estabelecer vínculos de discipulados, pequenos grupos, etc. Uma igreja só de pastores normalmente não cresce em número de cristãos, pois costuma focar no cuidado dos irmãos locais.

  • Ministério do Apóstolo

O apóstolo é aquele que está com a planta da casa nas mãos. 

Ele enxerga de maneira mais ampla, a visão do todo. Vê como deve funcionar os pequenos grupos visando algo em longo prazo, a expansão da gloria de Deus. Não faz nada sozinho, pois precisa estar junto dos outros ministérios.

  • Ministério do Profeta

O profeta  é aquele que faz o controle de qualidade da obra. 

Traz a palavra de Deus para um determinado momento ou situação. Se a obra estiver indo para o lugar certo ele anima, encoraja, fortalece. Caso contrário, ele exorta, corrige e disciplina. O ministério do profeta é diferente do Dom Espiritual de Profecia. Uma igreja com muitos profetas é caracterizada por muitos atos proféticos, quebra de maldição, etc.

DONS REDENTIVOS

A terceira lista de Dons é conhecida como Dons Redentivos (ou Operações), que são concedidos por Deus Pai e estão listados em Rm 12:6-8. Esses dons, estão mais relacionados à nossa identidade, nosso jeito de ser e de ver o mundo ao nosso redor.

  • Profecia: revela os motivos do coração do homem e busca conformidade com a Palavra e caminhos de Deus.
  • Serviço: atende às necessidades de forma prática.
  • Ensino: estuda e apresenta das verdades bíblicas.
  • Exortação: adverte ou encoraja as pessoas.
  • Liderar: Organiza e lidera.
  • Misericódia: identifica-se e demonstra compaixão pelas pessoas.

Para saber mais sobre os dons redentivos vou deixar o link de um congresso do Diante do Trono que fala somente sobre isso: “Equipamento os Santos.

Também vou deixar aqui um teste para você avaliar suas habilidades e descobrir seus principais dons redentivos.

Entender os dons que recebemos de Deus nos ajuda a compreender nosso propósito e também a forma como iremos realizar aquilo que Deus nos propõe. Por isso estudar sobre eles é tão importante. Por isso, espero que esse estudo ajude você a se conhecer melhor e entender como Deus tem te equipado para sua missão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s