Como uma borboleta

Enquanto eu estava tentando escrever esse texto, começou a vir na minha mente a figura de uma borboleta. Eu estava pensando em escrever sobre três sentimentos: “exclusão”, “solidão” e “rejeição”, mas não sabia como falar sobre isso. A figura da borboleta me fez refletir em como as coisas mudam. Comecei a pensar em transformação e decidi falar com foco nisso.

Em analogia à borboleta, eu vou falar de três fases da minha vida: a fase da lagarta, do casulo e do novo nascimento. A fase da lagarta é a fase dos três sentimentos (exclusão, solidão e rejeição). A fase do casulo é uma fase de preparação e identificação. A fase do nascer de novo é uma fase de liberdade para ser quem realmente eu sou.

Queen-caterpillar_Adam-Skowronski_flickr

Eu nunca me encaixei em diversos aspectos do que se espera da “vida de um jovem”. Por isso, muitas vezes fiz coisas apenas para fazer parte do grupo e não ser excluída. Fui a lugares que eu não gostava, conversei com pessoas que eu não me identificava, ri de situações que eu não achava graça e fiz coisas que eu não achava certo. A exclusão poderia provocar ainda mais solidão e eu não queria isso.

Eu morava sozinha e muitas vezes esse sentimento me deixava muito mal. Então, eu achava que precisava ter muitos amigos, mas mesmo cercada de várias pessoas a sensação de estar sozinha persistia em aparecer. Saídas, compras, realizações profissionais, bens materiais, nada preenchia o vazio que eu sentia ou me dava a sensação de felicidade que eu tanto esperava.

Além disso, sempre aparecia alguém melhor do que eu, o que me provocava um sentimento de rejeição. Era alguém mais bonito, mais simpático, mais inteligente, mais rico, mais esperto, mais engraçado, que chamava toda atenção para si e me causava a sensação de que eu havia sido rejeitada, trocada.

Acabei de descrever a fase da lagarta, eu passei por esses três sentimentos na minha vida. Várias vezes eu me sentia muito triste, mas não podia contar nada para ninguém, afinal de contas, não podia demonstrar minha infelicidade ou fragilidade. Até que eu decidi pedir ajuda para alguém que era muito improvável, Jesus. A partir de uma única oração, que eu fiz andando pela rua num domingo à noite, tudo mudou. Entrei no casulo.

Phoebis-sennae.D39-2.lagarta-crisalida

Eu percebi que eu vivia num “mundo” que eu não me adaptava e achei que era melhor sair dele. Eu tive a sensação de que eu tinha que me desintoxicar. Então eu deixei de ir a muitos lugares e perdi o contato com muitos amigos. Era para o sentimento de solidão ser ainda mais forte. Entretanto, Jesus cuidou de mim. Comecei a orar nos momentos em que me sentia triste, eu falava tudo pra Deus, às vezes chorava de soluçar, mas aos poucos aqueles sentimentos foram me deixando. A paz de Deus foi enchendo meu coração e eu percebi que o silencio da minha casa era muito bom para ouvir a voz do Senhor.

Comecei a ouvir pregações e meditar na Bíblia. A palavra de Deus trouxe uma renovação a minha mente, eu mudei conceitos, opiniões e comportamentos. Aliais, tudo na minha vida mudou. Eu percebi porque eu não me encaixava no mundo em que eu vivia, simplesmente porque eu não pertencia aquele mundo. Então, eu nasci de novo.

0e1557bcf7e5e13f73252e4e1a73f65f

Cristo foi me moldando e hoje eu enxergo em mim exatamente aquilo que Deus vê, uma filha amada e cuidada. Hoje eu sei que Deus me dá dons e talentos que fazem de mim única nesse mundo. Eu percebi que existe um motivo para eu estar onde estou e ser quem eu sou. O vazio na minha vida foi preenchido por um amor incalculável.

Eu vivenciei este versículo: Vinde a mim todos os que estão cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei (Mateus 11.28).

Não foi fácil escrever essas coisas, é difícil imaginar esses sentimentos sendo expostos, mas eu fiz isso para dizer à você que não importa como você está se sentindo, existe uma saída. Você pode entrar no casulo e ter a vida transformada. Se você está cansado, de tudo que tem pensado e sentido, ou está sobrecarregado com tantos problemas, eu afirmo a você que Deus tem o alívio. Eu vivi isso, posso te garantir que se você quiser, ele irá ao seu encontro.

Se for com você que eu estou falando agora, sugiro que você ore. Vou deixar aqui um louvor que gosto muito e tem me ajudado bastante. Aperte o play e abra seu coração para Deus. Se precisar de ajuda deixe um recado, eu vou orar com você, é só clicar aqui.

Se você acha que conhece alguém que pode precisar ler esse texto, compartilhe nas suas redes sociais, basta clicar no ícone ali embaixo.

Gostou? Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s