Quebrando paradigmas

O convidado para contribuir conosco essa semana foi meu marido Nícollas Belfort. Ele escreveu um pequeno testemunho sobre como foi sua caminhada cristã e abordou o tema “religiosidade” . Que nesse texto você perceba como o compromisso com “homens” impede seu amadurecimento espiritual. Seja abençoado na leitura!

Minha caminhada com Cristo começou com 14 anos, quando um cara falou de Jesus comigo e com meu melhor amigo na época. No dia seguinte, o rapaz que havia falado conosco foi preso por roubar algo pra trocar em maconha (acredite), mas o fato é que a semente foi lançada.

Comecei frequentando uma igreja no Nordeste e em pouco tempo estava participando ativamente das atividades como, por exemplo, louvor, teatro, etc. Fiquei muito participativo, acreditava que isso era servir a Deus. Porém, já fui diversas vezes tocar guitarra sem vontade nenhuma, em pecado muitas vezes, receoso do que falariam de minha falta, enfim, minha motivação muitas vezes era gerada pelo meu compromisso com os homens.

Eu era extremamente religioso e não sabia!

Acreditava que não era religioso porque escutava umas musicas “gospel” agitadas e de vários estilos diferentes, mas julgava cristãos tatuados, com brincos, etc. Short dentro da igreja? Nem pensar! Acreditava que tínhamos que dar o nosso melhor para Deus (isso realmente é verdade), mas associava o nosso “melhor” mais com o exterior, com aquilo que honraríamos algum ser humano que merece honra, do que com uma vida dedicada à Deus e íntima com o Espirito Santo.

Depois fui morar em outras cidades, e com o passar do tempo tenho conhecido um Deus para o qual o nosso melhor não consiste em usar roupas bonitas, ou nos envolver na igreja de tal forma que nos esqueçamos de nossa vida com Ele. Deus prefere um coração sincero e disposto à adorá-lo em espírito e em verdade, do que um coração mascarado e uma vida de aparências. Deus não procura ativismo e militantes gospel, procura filhos e filhas dispostos a se entregar completamente e, consequentemente, serem usados por Ele.

A religiosidade nos impede de crescer em intimidade com Espirito Santo e nos impede de viver aquilo que está no coração de Deus para nossas vidas.

Em Atos 10, Deus quebrou paradigmas religiosos na vida de Pedro para que ele crescesse espiritualmente. Deus queria que o centurião Cornélio fosse alcançado, e usou Pedro, um judeu, para isso. Porém, antes, Deus deu uma visão à Pedro, onde ele viu o céu aberto e descia um vaso, como se fosse um lençol onde havia vários animais considerados impuros para os judeus. Deus ordena a Pedro que coma, e pedro responde: “De modo algum, Senhor, pois nunca comi coisa alguma imunda”. E isso se repetiu por três vezes.

Veja como a religiosidade de Pedro o impediu de obedecer a voz de Deus falando diretamente com Ele! Foi o próprio Deus que mandou que ele comesse aqueles animais, com uma ordem clara e objetiva, mas como a Lei não permitia ele ficou teimando. Deus teve que quebrar os paradigmas na vida de Pedro pra que ele viesse a ser usado para pregar o Evangelho aos gentios.

Quando Davi chegou com seus soldados com fome, pegou o pão sacerdotal (o que não “poderia” ser feito) e deu para seus soldados. Jesus elogiou essa atitude de Davi perante os fariseus (Lucas 6.3-5) . Davi se importou com o que importava.

Que tenhamos o coração humilde e os ouvidos sensíveis à voz do Espírito Santo de Deus para sermos soldados eficientes no reino, e entender que muito mais que uma vida de igreja, de escola bíblica dominical, de afazeres na obra, é uma vida de intimidade com o Espírito Santo, tendo o nosso caráter moldado segundo sua vontade.

Deus usou uma mula para falar a Balaão, usou um viciado para falar comigo, e pode usar o que for, nossa vida religiosa não restringe seu agir.

 

2 comentários em “Quebrando paradigmas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s