Me converti ainda criança, mas até hoje não falo em línguas!

A minha convidada dessa semana é minha amiga Priscila. Ela compartilhou conosco um testemunho sobre suas experiências com os dons do Espírito Santo. Acho que a história dela é muito comum no meio evangélico. Então, que sejam abençoados na leitura.  

O falar em línguas, pra muitos, é uma característica de quem recebeu o Espírito Santo. Cresci ouvindo que para confirmar a minha entrega por Jesus, eu precisava ter esse dom. Faltava isso pra confirmar que eu havia recebido o Espírito Santo. “É a marca do verdadeiro Cristão”, alguns me diziam. Mas não, Deus ainda não me deu esse presente.

Tudo ficou muito confuso em minha mente. Eu ia a congressos, vigílias, orava em voz alta, mas nada de eu receber o tal dom de línguas. Eu era induzida a ficar falando ‘GLÓRIA’ o tempo todo em minhas orações: “Fala assim que você recebe”, disseram outros.

Eu não iria mentir só para agradar os líderes da denominação que eu frequentava. Só para ir a frente e durante as ministrações do louvor eu fazer uma oração em “línguas” pra igreja reconhecer que eu havia recebido o Espírito Santo. Não, isso seria pura falsidade. Defraudação da forma que Jesus se manifesta em nossas vidas.

Foi aí que fui muito sincera com Deus, dizendo que entendia que aquela orientação estava errada. Eu precisava entender de Jesus o que era certo e equivocado nessa história toda.

Até que um dia visitei uma igreja mais tradicional e o Espírito Santo falou ao meu coração que ali seria o meu lugar, onde todas os meus questionamentos seriam explicados.

Eu obedeci! Pedi exclusão da igreja que eu frequentava. Foi um momento muito doloroso. Me acusavam que estava saindo da igreja por vaidade, porque queria usar calças e brincos. Mas na verdade eu só queria conhecer Jesus. O verdadeiro Jesus!

Fui me envolvendo com a minha nova igreja, aprendendo muito através da bíblia na Escola Dominical e recebendo cada vez mais o Espírito Santo. Não, até hoje eu não falo em línguas.

Mas Deus me deu outros presentes. Aprendi com a minha atual discipuladora que a grande marca dos que recebem o Espírito Santo é a proclamação do evangelho. Se você prega Jesus, você tem o Espírito Santo, assim como aconteceu com os discípulos no dia de Pentecostes.

Ao receberem o Espírito Santo eles foram contar a todos os povos quem era Jesus e o que ele havia feito pela humanidade. Atos 2 fala que os discípulos receberam diversas línguas naquela ocasião para que a mensagem de Jesus fosse pregada e entendida por todos os tipos de estrangeiros que estavam ali.

“E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem. E em Jerusalém estavam habitando judeus, homens religiosos, de todas as nações que estão debaixo do céu. E, quando aquele som ocorreu, ajuntou-se uma multidão, e estava confusa, porque cada um os ouvia falar na sua própria língua. E todos pasmavam e se maravilhavam, dizendo uns aos outros: Pois quê! Não são galileus todos esses homens que estão falando? Como, pois, os ouvimos, cada um, na nossa própria língua em que somos nascidos?” Atos 2:4-8

Havia um propósito direto do céu para que aquele dom fosse derramado sobre os discípulos para uma utilidade. E não apenas para justificar o batismo com o Espírito Santo.

Digo com convicção que apesar de não falar em línguas, o Espírito Santo de Deus habita em mim.

Hoje, levar o evangelho de Jesus ao coração das pessoas é algo que pulsa muito forte em meu coração.

O que vai determinar se você tem ou não o Espírito Santo é a sua vida de oração e a resposta que você dá à Deus sobre o chamado que Ele tem para a sua vida.

Entendo que os dons do Espírito são presentes muito especiais que Deus dá a quem busca. Se você deseja receber algum dom espiritual peça a Deus.

Percebo claramente que Deus me presenteou com o dom de profecia. Não, não sou adivinha! Eu profetizo Jesus sobre a vida das pessoas. Sou usada por Deus através da sua infinita misericórdia, a conduzir pessoas a ter um relacionamento sincero e profundo com Jesus. “Mas o que profetiza fala aos homens para edificação, exortação e consolação” 1 Coríntios 14:3

O dom de línguas existe, assim como os demais dons. Em 1 Coríntios 12, Paulo fala sobre a diversidade de dons, mas que o Espírito que opera é o mesmo.

Vejo hoje que há muito pula-pula, mas pouco envolvimento com a palavra. Diferentes línguas e quase nenhuma interpretação. Cuidado! Deus é real e seus dons também. Não seja como os ignorantes levados por ídolos e falsos pregadores, mas busque do Senhor os verdadeiros presentes que Ele tem pra sua vida.

Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra” Atos 1:8

Priscila Morais Berbert

Gente, como o tema pode causar um pouco de dúvida, assim como a Pri teve dúvida por muito tempo, eu vou deixar aqui um pequeno vídeo do pastor Luciano Subirá, que a meu ver, explica muito bem o dom de línguas. Não deixe de assistir também. Se você gostou, compartilhe com os amigos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s