O processo da alimentação

Oi pessoal, o texto hoje é da minha amiga Larissa Cristina. Ela compartilhou conosco como Deus tem tratado a alimentação dela. Espero que você abençoado na leitura.  

Neste ano, Deus fez um mix de coisas em minha vida, muitas curas, renovação da mente, e como sua obra é completa era a vez da alimentação.

Deus começou a falar comigo de uma forma muito inusitada. Estava com amigos numa pizzaria, e como de costume, estava numa briga pelo último pedaço da “pizza de bacon”, quando de repente, no meio daquela situação, uma amiga se vira e me diz: “Isso! Aproveita enquanto você pode. Porque vai chegar o dia em que Deus vai tocar nessa área. E de início eu tomei um susto, mas não acreditei de fato que Deus iria mexer nisso.”
E então, Deus começou a me mostrar no que se baseava a minha alimentação: ansiedade, stresse, preencher os vazios do meu coração, sensação de alegria e satisfação. Eu comia para me sentir bem e para que os problemas fossem resolvidos, e não para saciar a fome do meu corpo. Eu vi que minha alimentação era totalmente emocional e descontrolada. Mas ainda assim, estava muito resistente a esse processo. Inicialmente, eu tentei fazer essa mudança à minha maneira, mas não estava dando muito certo.

Até que após meses ouvindo a mesma palavra de Deus, me convidando para me render a esse processo, participando de um congresso em meados de Julho, Deus falou comigo claramente através de um testemunho de vida, e ele disse que queria me ajudar a vencer e ter uma alimentação adequada. Foi ai que então eu me rendi, e me lancei em Deus buscando força e mudança.

E Deus como sendo um bom Pai, além da minha alimentação foi tratando de áreas na minha vida que estavam sendo prejudicadas por esse descontrole, me curando dos complexos, me ensinando a frutificar em domínio próprio, me mostrando que eu valia mais do que um prato de comida.

E conforme eu me rendia, mais Ele ia fazendo em mim.

O processo não foi e não é fácil, pois não é só uma questão de reeducação alimentar, mas sim sobre controlar seu ”eu interior” e confiar em Deus. Sempre tem aquele dia que está frio, ou bate uma solidão, e até mesmo os dias de TPM em que dá vontade de comer até reboco de parede, como se comer fosse resolver essas coisas. Mas foram nesses dias em que Deus me ensinou a confiar de que Ele sabia o que era melhor, e assim receber sua ajuda.

Outra coisa que foi muito afetada nesse período foi a minha vida financeira e emocional. Pois pelo fato de ter um descontrole na alimentação, eu gastava muito dinheiro com programas fúteis, saia quase toda noite para lanchar, cinema e etc., ficava praticamente o final de semana todo fora de casa, e conclusão no final do mês estava toda enrolada, sem dinheiro para nada de útil. E até essa área começou a mudar quando entrei nesse processo.

No emocional vejo uma elevação drástica da minha autoestima, eu sempre fui gordinha, e não era de me cuidar muito, mas entre meus 19 a 20 anos eu perdi os limites, e cheguei a pesar 80kg, sendo que eu não passava de 65kg, e como não conseguia parar de comer, fui deixando. Por conta disso, não gostava de me arrumar, não me achava bonita, vivia sempre me comparando com minhas amigas e tudo era feio em mim. Mas hoje não é assim, com 6 kg a menos, Deus tem me devolvido a vontade de ser quem ele me criou pra ser, tenho prazer em me arrumar, a minha visão a respeito de quem eu sou foi mudada, porque comecei a ver o meu valor e beleza a partir da ótica do meu Amado.

E hoje é prazeroso comer salada, evitar lanches, me cuidar, porque isso agrada ao meu Pai, e é isso que tenho buscado fazer, agradá-lo.

Mas não posso deixar de dizer que outro fator muito importante para que eu conseguisse avançar nesse tempo, foi ter verdadeiros amigos, que me incentivaram, apoiaram, brigaram para que eu não desistisse daquilo que Deus havia me proposto. Amigos alinhados com o coração de Deus e que me ajudaram e ajudam nesse processo.

E assim Deus tem me mostrado que é possível vencer, e a palavra que eu me apeguei nesse tempo foi a que está em Rm 6:16: Não sabem que, quando vocês se oferecem a alguém para lhe obedecer como escravos, tornam-se escravos daquele a quem obedecem: escravos do pecado que leva à morte, ou da obediência que leva à justiça?

Eu escolhi ser escrava de orelha furada, servir a Deus e receber dEle a vida de justiça e plena.

2 comentários em “O processo da alimentação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s