2017 foi assim…

Hoje vou contar um pouco sobre como foi 2017. Comecei o ano com muitas expectativas. Em 2016 eu me casei e meu marido é militar. Em 2017 seríamos transferidos de Resende-RJ para Foz do Iguaçu-PR. No texto de hoje eu quero falar sobre como foi nossa instalação na cidade e relatar alguns cuidados de Deus.

Primeiro vou contar porque Foz do Iguaçu. Nós sabíamos que seriamos transferidos e estávamos orando pela escolha de unidade. Um dia quando o Nícollas orou “Senhor nos fala para onde devemos ir” veio ao meu coração “Foz do Iguaçu”. Na hora não falei nada, orei depois e pedi que Deus orientasse ao meu marido, caso fosse realmente “Foz do Iguaçu” que essa palavra fosse uma testificação.

No dia em que seriam expostas as vagas, ele orou para que o Senhor tocasse o coração dele assim que visse o nome do lugar e quando apareceu “Foz do Iguaçu” o Senhor disse “É lá”. Ele me contou e eu falei sobre a resposta de nossa oração. Destino decidido, nós iríamos morar em Foz do Iguaçu.

Logo no início do ano começamos a organizar a nossa mudança. Nós havíamos decidido que o Nícollas iria antes que eu para Foz do Iguaçu e que eu iria quando ele já tivesse se estabelecido lá. Nesse meio tempo eu ficaria na casa dos meus pais. Nós tomamos essa decisão baseada em um conselho que recebemos, mas foi um erro.

Meses antes, no curso de noivos, falamos sobre essa decisão e nosso pastor nos orientou a avaliar todo e qualquer conselho a luz da bíblia. Eu me lembro dele dizendo: “Uma vez casados, o melhor lugar para estarem é juntos, mesmo que seja para dormir em um colchão no chão”.

Nós achamos que evitaríamos alguns problemas com essa decisão, mas tivemos outros, talvez bem piores. Mais ou menos um mês depois nós decidimos que eu já iria me mudar também. Quando tomamos essa decisão todas as coisas cooperaram para que eu fosse. Leve os conselhos que eu recebi para sua vida.

Chegando em Foz do Iguaçu, Deus cuidou de tudo. Rapidamente montamos nosso apê e ficamos muito eufóricos com região. Queríamos explorar a fronteiras e, como aventureiros que somos, saímos explorando Brasil, Paraguai e Argentina.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Nesse tempo começamos também uma busca por uma igreja. Eu não imaginei que seria tão difícil. Nós visitamos muitas igrejas. Algumas muito boas, mas entramos e saímos sem receber nem um “oi”. Encontramos igrejas com práticas muito distantes da palavra, algumas até absurdas. Teve igreja que nos assustou com a formalidade e outras com o conformismo com mundo e práticas adotadas.

Deixamos contato em praticamente todos os lugares que passamos, mas nenhum deles fez contato conosco. Foi bem difícil! Se você pegar o contato de alguém que visita sua igreja ou célula, não deixe de falar com a pessoa, ela pode estar precisando e vai criar uma expectativa esperando o contato. Não pegue o contato só por o pastor manda ou por educação. Ame aquela pessoa e se preocupe com ela.

Um dia encontramos na internet uma tal de “A verdade que liberta”. Quando chegamos no culto a palavra foi direto ao nosso coração, testificando muita coisa que Deus já havia falado conosco. Nós adoramos o culto e fomos bem recebidos. Duas pessoas fizeram contato conosco nos convidando para os pequenos grupos, nós fomos nos dois e nos identificamos mais com PG da Jaque.

20953446_1009347482540485_558459942518343688_n.jpg

A Jaque foi um presente de Deus. Meu marido passou muito tempo fora por causa do trabalho e ela esteve sempre por perto, com visitas, passeios e mensagens. No dia do meu aniversário me levou para comer pizza e ainda pagou pra mim, foi o único abraço que recebi aquele dia e eu a conhecia a apenas uns 15 dias. Mas ela não foi só uma companhia, também foi uma intercessora. Quando passamos por dificuldades ela orou e jejuou conosco.

Quanto ao casal que tem nos pastoreado, eu não tenho nem palavra para descrevê-los. Tão pouco tempo e já cuidaram tanto de nós. Já ensinaram tanto. São exemplos de casal, de vida com Cristo, de amor e de dedicação.

Eu contei tudo isso aqui para mostrar que quando buscamos orientação em Deus tudo vai se encaixando. Mas é claro que nesse ano aconteceram muitas outras coisas. Então, vou escrever ainda outro post sobre as dificuldades e sobre o tratamento de Deus comigo. Acompanhe o blog! Espero que você seja abençoado.

Um comentário em “2017 foi assim…

  1. Oi ALINE. Vendo seu post, me identifiquei muito. Também estou longe das pessoas com quem criei laços , e passei pela mesma dificuldade em relação a achar uma igreja. O ativismo nas igrejas tomou o lugar do amor é isso é muito triste, mas assim como você Deus foi preparado tudo e hoje nossa família está bem. Saudades de você! Abraços. Patrícia Miranda.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s