Um homem, um ministério e uma dúvida

Quando Deus anunciou o nascimento de João Batista ele também revelou que João seria um grande homem, cheio do Espírito Santo e que levaria muitas pessoas ao reino.

Deus pediu obediência e estipulou a João o voto de Nazireu (LUCAS 1.15:16), que o proibia de uma série de coisas: cortar o cabelo, beber vinho, tocar em animal morto e etc (NÚMEROS 6: 1-21).

João aceitou aquilo que Deus tinha para ele e fez o que era necessário para exercer seu chamando. A bíblia diz que ele viveu no deserto (LUCAS 1.80). Veja bem, ele não passou pelo deserto, ele viveu no deserto. O deserto foi o lugar onde ele se preparou para que no momento certo pudesse cumprir aquilo que Deus havia designado para vida dele.

João Batista tinha a missão de anunciar uma mensagem de arrependimento (LUCAS 3.3). Ele dizia que as pessoas precisavam se arrepender, mudar de atitude, converter o seu coração. João vazia isto para que os corações quebrantados pelo arrependimento aceitassem o Messias que estava por vir.

João anunciava a vinda de alguém que ele não conhecia, mas que ele sabia que era grande (LUCAS 3: 7-8). João Batista preparava o caminho para Jesus Cristo, até que um dia os dois se encontraram.

João batizou Jesus, viu o Espírito Santo descer até ele e escutou Deus falar: este é meu filho (MATEUS 3: 16). Em João 1: 29, ele diz a respeito de Jesus: ai esta o cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

João Batista teve a revelação de quem era Jesus, o cordeiro que seria sacrificado pelos nossos pecados, ele reconheceu a natureza messiânica de Jesus ao afirmar “este é aquele de quem eu falava, o que viria depois de mim e seria mais importante do que eu (JOÃO 1:30)”.

Aparentemente, João Batista sabia quem era Jesus. Ele teve experiências com Deus e anunciou que Jesus era o Cristo, o messias esperado, mas em algum ponto da sua história ele duvidou disso.

Depois de ser preso, por se posicionar contrário a união de Herodes com a mulher de seu irmão (Marcos 6:18), João Batista ouvi falar sobre tudo que Jesus estava fazendo  e então enviou dois dos seus discípulos para perguntarem a Jesus se ele era realmente o messias ou se deveriam esperar por outro (Mateus 11: 2).

Alguma coisa entre o batismo de Jesus e a prisão de João vez com que ele duvidasse da identidade de Cristo.

Logo após o batismo de Jesus, dois discípulos de João resolveram seguir o Cristo. João havia anunciado “este é o cordeiro”, então os discípulos foram seguir o “cordeiro” que estavam esperando. Esses discípulos de João foram os primeiros discípulos de Jesus.

João tinha uma missão, anunciar a vinda de Cristo. Cristo veio e João continuou anunciando a vinda de Cristo? Para ele seu ministério poderia ter perdido o sentido.

João poderia ter escolhido seguir Jesus junto com seus discípulos, mas ele escolheu continuar fazendo a mesma coisa, o que fez com que João perdesse as grandes obras do messias. João não viu Jesus curar, libertar nem ressuscitar e por isso, duvidou sobre quem era Jesus, mesmo depois de tantas experiências.

Às vezes seguir Jesus pode exigir que você abra mão até mesmo do seu ministério atual.  Não que em algum momento ele não tenha sido importante ou necessário, mas porque Deus tem algo maior para você. Deus quer te mostrar mais coisas.

Executar seu ministério fora do tempo de Deus pode impedir você de seguir a Cristo. Se agarrar a algo que Deus tenha posto em suas mãos, sem visar crescimento espiritual, pode te impedir de ver o extraordinário. Para tudo na vida há um tempo. Que possamos discernir sobre o tempo de Deus para cada coisa da nossa vida no reino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s