3 dicas para vencer tentações

Deus criou o homem sendo: corpo, alma e espírito. Inicialmente nossa natureza era dominada pelo espírito, mas quando Adão pecou essa natureza foi corrompida e passamos a ser dominados pelo corpo e pela alma (nossa carne).

Como nosso corpo e alma prevalecem agora, eles são responsáveis pelas nossas decisões e buscam sempre suprir seus desejos. Entretanto, quando aceitamos o sacrifício de Cristo temos nossa natureza restaurada e por isso, podemos voltar a ser dominados pelo espírito.

1 Tessalonissenses 4:4 “Cada um saiba controlar o próprio corpo de maneira santa e honrosa”

1 Coríntios 9:27 “Mas esmurro o meu corpo e faço dele meu escravo, para que, depois de ter pregado aos outros, eu mesmo não venha a ser reprovado.”

Nós podemos controlar o corpo e alma e devemos fazer isso para que nosso espírito prevaleça, isso é o que garante à submissão à Deus. Entretanto, constantemente seremos tentados a suprir os desejos do corpo e da alma, mas vejam o que Paulo fala sobre tentação em 1 Coríntios 10:13: “Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, ele lhes providenciará um escape, para que o possam suportar.” A tentação é comum em nossa vida, mas Deus nos dá meios de escapar.

1 João 2:16 aponta os 3 tipos de tentações a que nós estamos expostos “Pois tudo o que há no mundo — a cobiça da carne, a cobiça dos olhos e a ostentação dos bens — não provém do Pai, mas do mundo.”

A cobiça da carne é quando o inimigo está dentro de nós, é o desejo do corpo e da alma. Adão foi tentado na cobiça da carne, o fruto era agradável ao paladar, ele sentiu desejo. Quando foi levado ao deserto, Jesus também foi tentado na cobiça da carne, o pão saciaria sua fome, ele sentiu desejo. Adão caiu, Jesus venceu. A diferença entre eles é que Jesus estava há 40 dias de jejum. O jejum nos ajuda a fortalecer o espírito. Nós não precisamos viver sob as influencias de nossos desejos e emoções, podemos viver dominados pelo espírito. Por isso, fortaleça o espírito!

A cobiça dos olhos é quando aquilo que está ao nosso redor, nos parece atraente. Adão e Jesus também foram tentados nessa área. O fruto era atraente aos olhos de Adão, Cristo poderia dominar sobre os reinos da terra. Adão caiu, Jesus venceu. A diferença entre eles é que Jesus estava em oração. A oração mostra nossa dependência de Deus. Assim admitimos que somente Ele pode controlar as coisas ao nosso redor.

Por último, a ostentação dos bens, aquilo que te traz orgulho ou ganância. Tanto Adão quanto Jesus também foram tentados nisso. Adão teria conhecimento, Jesus poderia provar a filiação de Deus. Adão caiu, Jesus venceu. A diferença entre eles é que Jesus estava conhecia a Palavra de Deus. A Palavra ajuda nesse tipo de tentação, pois é ela que molda nosso caráter.

Jejum, oração e palavra, é assim que vamos subjulgar nosso corpo e alma ao espírito e teremos uma vida reta diante de Deus e dos homens. Controlaremos nossos atos, ações e emoções e não seremos controlados por eles. Consequentemente, viveremos para Deus e não para esse mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s