Como produzir pérolas

Oi gente, tudo bem? Por aqui, tudo certo! Hoje eu quero compartilhar com vocês uma palavra que recebi ontem à noite no culto da minha igreja. Essa palavra falou muito ao meu coração e por isso, quero compartilhar com você.

No evangelho de Mateus, Cristo compara o reino dos céus com alguém que procura por “pérolas” e que quando às encontra, larga tudo apenas para ficar com elas.

“O Reino dos céus também é como um negociante que procura pérolas preciosas. Encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo o que tinha e a comprou”. Mateus 13:45,46

Entendi que Cristo procura pérolas e que está disposto a deixar tudo (toda sua glória) para ficar com essas pérolas, que seria seu maior tesouro. Cristo procura por essas pérolas em nós! Para ficar mais claro, vamos entender como as pérolas se formam.

concha-de-mar_19-127082.jpgconcha_pequeno.jpg

A ostra fica sempre bem fechadinha dentro da sua concha, mas em alguns momentos ela se abre para se alimentar. Nesses momentos, podem entrar corpos estranhos dentro da concha, como areia ou pedaços de coral. Quando isso acontece a ostra inicia um processo de autodefesa em que libera uma substância que pouco a pouco vai envolvendo aquele corpo estranho, camada por camada, durante anos, até que aquilo virá uma pérola.

A nossa vida é assim, às vezes recebemos palavras, vivemos certas experiências, passamos por alguns traumas que provocam sentimentos que nós não deveríamos ter. Entretanto, o Espírito Santo que habita em nós, pode liberar algo sobre tudo isso e transformar todas essas dores em pérolas. Não é de um dia para o outro. A cura virá camada, por camada. É um processo, ás vezes lento, mas que acontece e forma um tesouro.

Esse processo dói. Remoer certas lembranças é doloroso. Pensar sobre algo que você fez, machuca. Mas perceber os erros, os sentimentos ruins e os traumas é apenas o primeiro passo.

Quando você perceber isso e notar que algo te prende de tal modo que você não consegue ter plenitude em determinada área é hora de procurar ajuda. Você não consegue transformar suas dores em pérolas sozinho.

O próximo passo talvez seja o mais dolorido, confessar. Precisamos mesmo fazer isso? Sim, é o que a palavra nos orienta à fazer para recebermos a cura.

“Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz.” Tiago 5:16

Mas, veja bem! O versículo diz: “a oração do justo“. Você não pode chamar qualquer pessoa para orar com você, precisa ser alguém justificado por Cristo, além de ser da sua confiança. Sugiro um discipulador, um pastor ou um amigo próximo.

Confessar pecados e fraquezas não é fácil. A nossa tendência é sempre maquiar a situação e tentar culpar outras pessoas pelos nossos erros, mas, seja sincero! Tudo depende da sua transparência. Então, conte tudo e ore!

Tente voltar naquela situação, levar a sua mente até o momento em que tudo aquilo aconteceu, lembre das sensações, das emoções e fale tudo em oração diante de Deus. Se você quiser, pergunte a Cristo onde ele estava durante aquele momento. Fale tudo que sentir ao Senhor. Depois disso, deixe que a outra pessoa ore por você.

Você pode demorar muito tempo para conseguir falar, isso faz parte do processo. Algumas coisas precisam ser digeridas por você mesmo, até que você decida confessar isso a alguém. Mas também, talvez, mesmo depois de todo esse processo, você ainda sinta algum tipo de dor, as lembranças podem voltar à sua mente. Isso acontece porque estamos o tempo todo em uma batalha espiritual. Satanás vai te bombardear e você precisa guerrear contra ele. Vista sua armadura! Se apoie na Palavra de Deus. Saiba que cada um desses pensamentos é uma mentira e combata todos eles com a Palavra do Senhor, isso também faz parte do processo. Resista, pois uma hora o inimigo fugirá de você (Tiago 4:7).

Quando todo esse processo terminar você terá uma pérola. Então, vá e entregue essa pérola à Cristo. Ele quer usar ela para levar a mesma cura à outras pessoas!

“Como se fossem uma nuvem, varri para longe suas ofensas; como se fossem a neblina da manhã, os seus pecados. Volte para mim, pois eu o resgatei. ” Isaías 44:22

Eu espero que esse texto possa te ajudar de alguma forma, compartilhe ele com seus amigos para que mais pessoas sejam alcançadas. Dúvidas, nos comentários ou no e-mail. Um beijo e até mais.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s