Jesus e o dinheiro: uma verdade que todo mundo deveria saber

Dinheiro é sempre um tema polêmico dentro e fora das igrejas. Fora das igrejas o evangelho é visto como um meio de “enganar” as pessoas e conquistar fortunas.  Dentro de algumas delas o evangelho acaba sendo uma moeda de troca com Deus, te dou uma oferta em troca de uma promoção no emprego, por exemplo. Já sabendo de tudo isso Jesus nos falou claramente sobre como devemos tratar o dinheiro e é sobre isso que vamos falar hoje.

Lucas 16:9-13 trás uma série de conselhos sobre como administrar nossas finanças e como gastar nosso dinheiro.

“Por isso, eu lhes digo: usem a riqueza deste mundo ímpio para ganhar amigos, de forma que, quando ela acabar, estes os recebam nas moradas eternas.” (Lucas 16:9)

Nesse versículo Jesus fala para usarmos nosso dinheiro para ganharmos amigos que nos recebam nas moradas eternas. Eu sempre tive dúvida sobre esse versículo, até que estudando as palavras no original percebi que o termo “estes”, usado por Jesus para referenciar os amigos de quem ele falava, era um termo utilizado para se referir a seres celestiais, aos anjos e até ao próprio Deus. Sendo assim, podemos entender esse versículo como se Jesus estivesse falando “Usem as riquezas desse mundo para fazer amizade com Deus de modo que ele te receba nas moradas eternas.”

Mas como usar nosso dinheiro para fazer amizade com Deus?

João 15:14 responde a essa pergunta: “Vocês serão meus amigos, se fizerem o que eu lhes ordeno.

A amizade com Deus vem pelo cumprimento das suas ordens e isso também vale para nossa vida financeira. Nossos recursos devem ser utilizados para servir ao próximo. Temos que ser fieis nos dízimos e ofertas, mas também ajudar nossos irmãos. Toda vez que Deus nos abençoa financeiramente devemos abençoar alguém da mesma forma.

Quando aceitamos a Jesus entregamos nossa vida a ele, todas as áreas e, portanto, a área financeira também.

Nossos recursos financeiros devem estar à disposição de Deus.

A nossa fidelidade à Deus não está relacionada ao tanto que ganhamos, mas ao caráter transformado ou não pela Palavra de Deus. Se não entregamos nossa área financeira à Deus, Ele não pode confiar à nós as riquezas do seu mundo, as almas, pois não seríamos fiéis na sua administração/cuidado. Por isso, não podemos servir a dois senhores, ou trabalhamos para juntar riquezas para esse mundo ou para o reino dos céus.

A verdade que todos devem saber é que a questão de Jesus com dinheiro está relacionada à nossa fidelidade. Quando ele percebe que somos fiéis nessa área ele sabe que pode confiar à nós responsabilidades em seu reino. O contrário também é uma verdade.

O que Deus espera de nós é que sejamos fieis em tudo e que trabalhemos para ele ganhando almas para o seu reino, essa é a maior riqueza que Ele tem e é isso que ele espera que nós ajuntemos nessa terra. Entretanto, sem a fidelidade financeira ele não pode confiar a nós essa responsabilidade. Se nós somos infiéis no pouco, tesouros terrenos, como fiéis no muito, tesouros celestiais?

A promessa de Deus é que quando somos fieis em tudo, ele faz de nós pessoas prósperas, não só na vida financeira, mas em nossa vida como um todo. Seremos prósperos na família, no trabalho, na saúde e no reino.

Portanto, seja fiel e tenha uma VIDA próspera. Entregue tudo a Ele, todas as áreas de sua vida, e ele te devolverá muito mais, mesmo que não seja nessa vida!

Se você quiser saber mais sobre vida financeira, leia o estudo das parábola:  “O Rico e o Lázaro” e “O rico insensato“.

Gostou? Compartilhe com os amigos e ajude a divulgar o nosso blog. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s